O Respeito

O respeito é um conceito relativo que, na maioria das pessoas, está diretamente relacionado aos valores pessoais de cada um. Tais valores são aprendidos na família, na escola, na sociedade ou nos programas de televisão como acontece com muitas crianças hoje em dia.

O conceito de respeito adotado por cada um influencia diretamente os relacionamentos que esta pessoa tem consigo própria e com o mundo à sua volta. Aqueles que estão apegados rigidamente aos seus valores pessoais provavelmente entrarão em conflito com outras pessoas que tenham valores diferentes e que também estejam rígidos em sua postura, criando assim um grande conflito interno em ambas as partes.

Na relação pai e filho, os conflitos em relação ao tema respeito vêm à tona frequentemente. Alguns pais foram educados a acreditar que a obediência é sinônimo de respeito. Esse tipo de atitude é constantemente observado também na relação mestre e discípulo, onde este se deixa guiar mentalmente, emocionalmente e até fisicamente pelo “mestre” em questão. Os conflitos se iniciam quando o(a) filho(a) começam a entrar em contato e incorporar outros valores pessoais vindos da escola, da sociedade e do convívio com outras pessoas.

Há uma outra forma de respeito que transcende os valores pessoais de cada um. Ele ocorre quando cada pessoa aceita o outro do jeito que é. Esse tipo de respeito não é uma obediência, e sim uma aceitação da manifestação do outro e de sua existência. É um respeito que nivela todos nós como iguais e faz com que cada um se conecte com sua própria força.

É um respeito que coloca cada um no seu devido lugar e delimita as responsabilidades de cada um para com sua própria vida. A pessoa que atingiu esta forma de respeito não quer mais mudar o outro, e sim confia naquilo que atua no outro.

Autor: Saulo Fong
Twitter: @SauloFong

37 ideias sobre “O Respeito

  1. Nóbrega

    É a definição mais lógica que já li sobre “Respeito”.
    Parabéns.
    Com este artigo percebi que não é só respeito que tenho por amigos e sim, por também confiar neles.

    Responder
  2. Renê

    Excelente definição de respeito.
    Respeito é realmente isso.. é trabalhar com o máximo potencial dentro do próprio espaço, mas se limitando ao próprio espaço, a própria parte… sem jamais querer impôr nada aos outros ou moldar os outros. Temos sim o poder de influencia, mas ela só existe quando damos o exemplo sereno através das atitudes ou de idéias abertas, flexíveis e não opositoras.

    Responder
  3. claudia

    Muito bom se todos pensassem nisso e visem o mundo de um geito mais belo ,muita coisa que ta acontecendo hj poderia ter cido evitada …Respeito não se pede se conquista

    Responder
  4. kelly

    PARABENS VOCÊS DO SITE AJUDAM BASTANTE COM TANTA SABEDORIA!
    TEM VEZES QUE NOS SENTIMOS TAO PERDIDOS E É BOM ACHAR UM LUGAR PARA NOS SENTIRMOS MELHORES E AQUI ENCONTREI MUITA PAZ COM VCS!!!OBRIGADA!

    Responder
  5. caroline luz de oliveira

    eu acho o respeito uma coisa fundamental. temos que respeita sempre o prosimo e assi mesmo por que todos nos somos seris humanos somos uma joia de deus muito presiossa; parra augus nao sonos nada mas para deus somos tudo. ter respeito nao simples mente ser respeitado mas e tudo que o ser humano pode ter. muitas pessoas nao tem respeito mais nao podemos ser como essas pessoas; pois o respeito existe

    Responder
  6. Enildo Costa

    Respeito é ótimo para nivelar relacionamentos entre pessoas e instituições. Trabalho numa Empresa WALMART que um dos princípios basicos é o Respeito pelo Indivíduo. E é realmente da máxima relevancia este conceito, porque torna o relacionamento entre Empresa e Empregados igualitário.

    Responder
  7. JUPIRA LUCAS ZUCCHETTI

    Chega a ser ilário que muitas pessoas as vezes confundam respeito com religião. Ou seja, se uns exigem respeito é porque é dessa ou daquela religião.O respeito deve ser uma atitude que deve vir normalmente, jamais imposta ou exigida. Mas infelizmente a ignorância não se deixa ver fatos assim.Mais fácil acusar ou taxar esse ou aquele de “crente”. Interessante né???!!! Por essas e outras que as coisas caminham como caminham. E que tem tanta gente sofrendo de depressão, falta de objetivos e coisas até piores.Começa pelos pensamentos e visões deturbadas que possuem.

    Responder
  8. karol

    obrigada por esse lindo texto eu consegui o resumir e ficou muito legal…
    parabéns…
    eu agora vou o entregar para a professora de en.religioso!!
    obrigada novamente por esse lindo texto!!!!….

    Responder
  9. Sula

    E quando aquele colega desrespeita o nosso professor, como agir? Tenho pena dos nossos professores sabe? Os meus colegas; meninos e meninas fazem a maior zoeira em sala de aula, responde, grita, bate a porta e sai da sala sem pedir licença, tiram sarro… Um horror! Não posso dizer nada, se não sou punida pela classe toda, já sou meio desprezada e se falar qualquer coisa então, nossa! Me ajudem, coloque um texto legal para eu dar para os nossos professores.
    Estou indignada co as atitudes deles.
    Obrigada.
    Sula: Nome fictício.

    Responder
  10. Wilson

    Um assunto delicado nos tempos de hoje com tantas idéias sobre que postura adotar diante da diversidade, o problema maior é quando a diferença entre nós e o outro é tal que o agir dele mexa com algo fundamental de nossa ética e vice-versa.

    Só para ilustrar, o que você faria se visse um índio matar um filho apenas pelo fato dele ser gêmeo?

    Não tomar uma atitude é ser complice do ato dele, e tomar uma atitude é não “respeitar” a cultura dele. O que fazer?

    Eu acredito que o respeito quer queiramos ou não sempre estará vinculado a nossos valores pessoais, podemos tolerar as diferenças quando estas não agridem algo que nós consideramos fundamental em nossa existência. Resumindo eu aceito muitas diferenças indígenas, mas para mim o direito a vida de um bebê está acima de qualquer pretenso direito que alguém ache que deva ter sobre esta mesma vida.

    Talvez eu pense assim porque de fato não transcendi a meus valores pessoais, inclusive fazem parte destes o respeito por muitas diferenças entre mim e diversas pessoas e culturas, mas essa licença ao diferente tem limites.

    Responder
  11. negão

    O respeito é um conceito relativo que, na maioria das pessoas, está diretamente relacionado aos valores pessoais de cada um. Tais valores são aprendidos na família, na escola, na sociedade ou nos programas de televisão como acontece com muitas crianças hoje em dia.

    O conceito de respeito adotado por cada um influencia diretamente os relacionamentos que esta pessoa tem consigo própria e com o mundo à sua volta. Aqueles que estão apegados rigidamente aos seus valores pessoais provavelmente entrarão em conflito com outras pessoas que tenham valores diferentes e que também estejam rígidos em sua postura, criando assim um grande conflito interno em ambas as partes.

    Na relação pai e filho, os conflitos em relação ao tema respeito vêm à tona frequentemente. Alguns pais foram educados a acreditar que a obediência é sinônimo de respeito. Esse tipo de atitude é constantemente observado também na relação mestre e discípulo, onde este se deixa guiar mentalmente, emocionalmente e até fisicamente pelo “mestre” em questão. Os conflitos se iniciam quando o(a) filho(a) começam a entrar em contato e incorporar outros valores pessoais vindos da escola, da sociedade e do convívio com outras pessoas.

    Há uma outra forma de respeito que transcende os valores pessoais de cada um. Ele ocorre quando cada pessoa aceita o outro do jeito que é. Esse tipo de respeito não é uma obediência, e sim uma aceitação da manifestação do outro e de sua existência. É um respeito que nivela todos nós como iguais e faz com que cada um se conecte com sua própria força.

    É um respeito que coloca cada um no seu devido lugar e delimita as responsabilidades de cada um para com sua própria vida. A pessoa que atingiu esta forma de respeito não quer mais mudar o outro, e sim confia naquilo que atua no outro.

    Responder
  12. lucas

    Bom texto mais para crianças que fazem trabalho tenta fazer um texto mais na língua meia adulta se as crianças vão se perde mais ótimo texto brigado eu sou umas das crianças que entenderam ao respeito

    Responder
  13. Karoline

    Muito bom esse site, simplesmente a realidade. Tudo que eu precisava que me fosse explicado está aqui,valeu pelo site e parabéns por ele e pela definição de “respeito”!

    Responder
  14. JUPIRA LUCAS ZUCCHETTI

    E sem dizer também que muitos enchem a boca para falar em respeito, e frequentam e defendem fervorosamente o chamado respeito, mas na prática mesmo deixam bem a desejar. Aliás, fazem o oposto com os outros. Aquele velho ditado que diz: “faça o que falo, mas jamais faço o que falo”. Aí que está o grande problema, as chamadas hipocrisias, isso é o que mata.

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>